Agropecuária e energia serão as vilãs dos gases de efeito estufa no Brasil em 2030

In De Olho no Ambiente, Desmatamento, Mudanças Climáticas, Principal, Últimas

Projeção do Observatório do Clima diz que setores substituirão o desmatamento como causa principal; agropecuária emitirá 470 milhões de toneladas, quantidade similar à atual, em um  total brasileiro de 1 bilhão; a energia, 654 milhões

A agropecuária já é a vilã da emissão de gases do efeito estufa no Brasil, caso coloquemos o desmatamento em sua conta. Este tem sido a principal causa de emissão, com folga, nos últimos anos, e é o setor agropecuário o beneficiado pela destruição das florestas. Somados a agropecuária e o desmatamento, a participação no total de emissões em 2014 foi de 66%, informou na terça-feira o Observatório do Clima. Com 23% para a agropecuária propriamente dita, o restante para o desmatamento. Desse subtotal de 23%, 3/4 se devem à pecuária, principalmente a bovina.

O Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estufa, porém, projeta uma diminuição radical do desmatamento, até 2030. Nesse ano as participações mais significativas serão da energia, com 654 milhões de toneladas, e da agropecuária, com 470 milhões. A redução em relação a 2005 terá sido de 63%:

2
Fonte: Observatório do Clima

A projeção feita pelo Observatório do Clima indica que a emissão em 2030 pode ser 12% menor que a estimada pelo governo federal, destaca o SOS Mata Atlântica.

You may also read!

Família Safra obteve 50 mil hectares em região Xavante durante a ditadura, em 1967

Atividade pecuária dos banqueiros no Vale do Araguaia teve subsídio da Sudam; em nome de Joseph Safra, uma das

Read More...

Pela retomada da reforma agrária, sem-terra ocupam sedes do Incra em seis estados

Organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Jornada Nacional de Lutas realizou ações em treze estados e

Read More...

Decreto de Bolsonaro fragiliza combate ao trabalho escravo no campo

Para grupos que monitoram atividades desempenhadas em regime análogo à escravidão, decisão oficializa a impunidade dos abusos; medida impacta

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.