Sete integrantes do MST são baleados em emboscada em MG

In De Olho nos Conflitos, Principal, Sem-Terra, Últimas

Fazenda é propriedade oculta, segundo MPF, de ex-prefeito de Montes Claros preso ano passado após ser elogiado no julgamento do impeachment de Dilma Rousseff

Cerca de 300 militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), do acampamento Alvimar Ribeiro, dentro da Fazenda Norte América, na região de Capitão Eneias-MG, estavam a caminho da sede da fazenda para uma reunião marcada às 7h30 da manhã, no domingo (09/04), quando foram surpreendidos por jagunços armadas que não exitaram em abrir fogo.

Resultado: Fabrício Alvins Lima foi atingido na barriga, Vildomar Oliveira Gomes levou um tiro no pescoço e Géssica Thaís Golçalves de Freita foi alvejada na perna. Todos estão hospitalizados. Outras 4 pessoas ficaram feridas com tiros de raspão. Entre elas, o sobrinho de Géssica, de 10 anos, que quase perdeu o rosto, relata Geanini Hackbardt na página MST. Nenhuma vítima corre risco de morte.

hospital da cidade (Foto: Natália Jael/InterTv)
hospital da cidade (Foto: Natália Jael/InterTv)

Segundo o site Justiça ao Minuto, dois homens que trabalhavam na fazenda foram presos nesta segunda (10) e conduzidos ao sistema prisional de Montes Claros. Com eles foram apreendido 2 armas e 15 munições calibre 38.

Ao G1, Géssica relatou mais detalhes:

– O atual dono nos chamou para ir a uma reunião hoje pela manhã. Antes de chegarmos à cancela, alguns homens que estavam com ele em uma caminhonete começaram a atirar. Nós ainda tentamos falar com eles que estávamos indo em paz, mas os homens continuaram atirando. Outros dois colegas do movimento nos socorreram. Meu sobrinho levou um tiro de raspão, mas está bem.

Representantes do Governo do Estado e da Comissão Pastoral da Terra estão no local para apurar os fatos junto com a Polícia Militar.

A FAZENDA

O MST ocupou a fazenda 16 de janeiro com 150 famílias. Segundo a assessoria da Polícia Militar, uma equipe do batalhão acompanhou a ocupação e confirmou que ela foi feita de forma pacífica, registrou o G1 na época. Atualmente, a ocupação abriga 650 famílias.

Acampamento Alvimar Ribeiro.
Acampamento Alvimar Ribeiro.

A Fazenda Norte América, de 3 mil hectares, era improdutiva segundo levantamento feito pelo movimento. A fazenda foi adquirida pelo grupo Soebras (Associação Educativa do Brasil), devido a uma dívida milionária da fazenda. De acordo com o MST e o MPF, a Soebras pertence ao ex-prefeito de Montes Claros Rui Muniz (PSB-MG) e a família Andrade. Entretanto, apenas Leonardo Andrade, ex-secretário de Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente e Agricultura, se identifica como proprietário da fazenda.

Leonardo se dispôs a vender as terras ao Incra. Mas a morosidade do processo acentuou os conflitos. Ênio Bohnenberge, da direção nacional do MST, explica:

– A violência no campo se alastra na medida em que o Estado se omite em relação à Reforma Agrária. Mas atualmente, a situação é muito pior, pois é promovida pela aliança entre o Governo Golpista de Michel Temer e as bancadas da bala e do boi.

O PREFEITO

O político mineiro Ruy Muniz ficou nacionalmente conhecido ano passado. O então prefeito de Montes Claros foi preso na Operação Máscara da Sanidade II – Sabotadores da Saúde, 18 de abril, um dia depois de sua mulher, a deputada Raquel Muniz (PSD-MG), tê-lo homenageado em seu voto a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. A parlamentar dedicou o voto à integridade moral do marido, afirmando que “o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós, com sua gestão. Por isso eu voto sim, sim, sim”.

Reprodução Youtube

Na operação, a Policia Federal investigava crimes de falsidade ideológica, dispensa indevida de licitação pública, estelionato, prevaricação e peculato. Segundo as investigações, a família fraudava o funcionamentos dos hospitais Montes Claros: Universitário Clemente Faria, Santa Casa, Aroldo Tourinho e Dilson Godinho, para favorecer o Hospital das Clínicas Mario Ribeiro da Silveira, que, segundo a PF, pertence ao prefeito e seus familiares.

O prefeito afastado de Montes Claros Ruy Muniz e a mulher e deputada Raquel Muniz - Reprodução / Facebook Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/com-pedido-de-prisao-ruy-muniz-diz-que-o-melhor-prefeito-do-brasil-20155510#ixzz4dtJnhPlI © 1996 - 2017. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.
O prefeito afastado de Montes Claros Ruy Muniz e a mulher e deputada Raquel Muniz – Reprodução / Facebook

Muniz foi solto em julho e lançou sua candidatura a prefeito. No entanto, teve outra prisão ordenada pelo Tribunal de Justiça. Dessa vez por suspeita de fraudes na compra de combustíveis pela Empresa Municipal de Serviços, Obras e Urbanização de Montes Claros (ESURB). Seu filho, Ruy Gabriel Queiroz Munis, um assessor e o diretor da empresa, também foram presos. No mês seguinte, eles conseguiram habeas corpus no STF.

Muniz perdeu a disputa eleitoral para Humberto Souto (PPS-MG).

Em 12 de dezembro, a Justiça Federal decretou intervenção judicial em 4 empresas da família Muniz — entre elas, a Soebras. De acordo com o MPF, o casal é o real administrador do grupo Soebras. Também foi decretado o congelamento de bens da famílias, incluindo uma mansão em Montes Claros onde moram. Atualmente ele responde em liberdade as acusações de estelionato, falsidade ideológica, prevaricação e desvio e apropriação de recursos públicos.

Renato Pereira dos Santos, que integra o MST na região norte-minera, disse ao G1 que vai cobrar do Incra, MP e das autoridades municipais alguma atitude:

A gente não esperava por uma barbárie desta. Mas estamos organizados e vamos continuar lutando pela terra. Vamos cobrar do Ministério Público, Governo e Incra, que também é responsável pelo acontecido. A gente percebe uma morosidade por parte do Governo para resolver os conflitos agrários.

OUTRO LADO

Ao G1, a Soebras contrariou o MPF e o MST, negando ser proprietária da Fazenda Norte América. Afirmou que a fazenda possui convênio com a instituição para aulas práticas dos cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia. Disse também que, atualmente, a fazenda é uma propriedade produtiva e possui dezenas de funcionários.

Leonardo Andrade não foi localizado por nenhum veículo da imprensa.

You may also read!

De Olho na História (I) — Margarida Maria Alves: “Da luta não fujo”

A camponesa de Alagoa Grande (PB) foi assassinada a mando de latifundiários em 1983; os criminosos não foram condenados,

Read More...

Margarida Maria Alves abre a série De Olho na História

A trajetória de mulheres camponesas, indígenas e quilombolas compõe nova seção do observatório, com retratos de resistência feminina no

Read More...

Christiane, Aida, Marcia, Maria, Adelia: cinco histórias de Margaridas

Mulheres de todas as idades, do campo e da cidade, levaram para Brasília diferentes pautas para o encontro de

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.