De Olho nos Ruralistas distribui boletins por uma semana para estimular assinaturas

In De Olho na Imprensa, De Olho no Agronegócio, Em destaque, Principal, Últimas

De Olho na Comida, no Ambiente, nos Conflitos e no Agronegócio são principal recompensa do observatório, que precisa de 150 assinaturas urgentes

Que tal receber boletins diários sobre o universo do agronegócio? Ou sobre alimentação, ambiente ou conflitos no campo? De Olho nos Ruralistas abre para os leitores a chance de acessar por uma semana, gratuitamente, uma amostra do que os assinantes do observatório recebem todos os dias.

A promoção visa aumentar o número de assinaturas. A meta do De Olho é chegar a mil parceiros, para conseguir tocar o projeto de modo completo (com o site, os boletins, a produção audiovisual) até 2018. Por enquanto foram obtidas 350 assinaturas. E pelo menos mais 150 parceiros são urgentes para que a estrutura mínima seja mantida.

A partir de R$ 25 mensais (ou R$ 250 anuais) o assinante escolhe um dos quatro boletins diários: De Olho no Ambiente, De Olho no Agronegócio, De Olho na Comida e De Olho nos Conflitos. Com R$ 50 mensais o assinante tem direito a dois boletins; com R$ 75 mensais, três; e a partir de R$ 100 mensais, os quatro boletins.

Quem doa R$ 12 por mês recebe, às sextas-feiras, o boletim De Olho nos Ruralistas, uma seleção do que saiu durante a semana nos quatro boletins temáticos.

Para garantir o recebimento por uma semana se cadastre neste formulário. As assinaturas podem ser feitas no seguinte link: De Olho nos Mil Parceiros.

O site da campanha traz informações sobre as outras recompensas oferecidas pelo observatório: desconto em livros, produtos do Armazém do Campo e participação em um curso sobre o livro Partido da Terra, entre outras contrapartidas.

Conheça melhor os boletins neste vídeo:

You may also read!

Apenas 1/3 da cúpula ruralista votou pela prisão de Chiquinho Brazão

Entre 48 deputados que integram cargos de comando na Frente Parlamentar da Agropecuária, 20 votaram contra a detenção do

Read More...

Gigantes da moda usam algodão “sujo” do Cerrado em suas roupas

Pesquisa da ONG Earthsight identificou que as marcas Zara e H&M, líderes mundiais no setor, usam matéria-prima oriunda dos

Read More...

Dossiê “Arthur, o Fazendeiro” é finalista do prêmio Megafone

Pesquisa sobre a face agrária do presidente da Câmara analisou o domínio territorial e político dos clãs Pereira e

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu