Geddel, o político dos R$ 51 milhões, declara fazendas a preço de banana

In De Olho na Política, Em destaque, Latifundiários, Principal, Últimas

Doze imóveis rurais do ministro somam mais de 9 mil hectares, mas foram declarados por R$ 801 mil, cerca de R$ 89 o hectare; ele divide as fazendas com dois irmãos

Em 2014, o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima – hoje em prisão domiciliar – declarou possuir 9.045 hectares em 12 fazendas no sudoeste da Bahia, nos municípios de Ibicuí, Itapebi, Itapetinga, Itarantim, Macarani e Potiraguá. Valor total? R$ 801 mil. A maioria dos imóveis foi adquirida no fim dos anos 90 e é dividida com os irmãos, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) e Afrísio Vieira Lima Filho, diretor legislativo da Câmara.

Definido como criminoso em série pelo Ministério Público Federal, o pecuarista Geddel foi acusado de crimes financeiros, que teriam sido praticados quando era vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal. Nesta terça-feira (05/09) a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões em um apartamento do político em Salvador.

O programa Fantástico, da Globo, visitou em julho as fazendas do ministro. Segundo a reportagem, as terras valem hoje cerca de R$ 67 milhões, 84 vezes mais que o valor declarado à Justiça Eleitoral. Na matemática do político, cada hectare custa R$ 89.

Confira as fazendas declaradas por Geddel:

You may also read!

Contra o avanço da direita, indígenas preparam “boom” de candidaturas nas eleições de 2020

Pela primeira vez, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) criou uma plataforma para reunir e apoiar candidatos;

Read More...

Esplanada da Morte (XX) — Entenda como Gabinete do Ódio politiza pandemia e põe vidas em risco

Arsenal de notícias falsas na órbita da família Bolsonaro atingiu opositores do presidente, minimizou efeitos da Covid-19 no Brasil

Read More...

Esplanada da Morte (XIX) — Como o Congresso ajudou a criar condições para o genocídio

Parlamentares evitaram crise mais grave com auxílio emergencial, mas antes aprovaram projetos de desmantelamento de políticas públicas; enquanto Rodrigo

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.