Geddel, o político dos R$ 51 milhões, declara fazendas a preço de banana

In De Olho na Política, Em destaque, Latifundiários, Principal, Últimas

Doze imóveis rurais do ministro somam mais de 9 mil hectares, mas foram declarados por R$ 801 mil, cerca de R$ 89 o hectare; ele divide as fazendas com dois irmãos

Em 2014, o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima – hoje em prisão domiciliar – declarou possuir 9.045 hectares em 12 fazendas no sudoeste da Bahia, nos municípios de Ibicuí, Itapebi, Itapetinga, Itarantim, Macarani e Potiraguá. Valor total? R$ 801 mil. A maioria dos imóveis foi adquirida no fim dos anos 90 e é dividida com os irmãos, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) e Afrísio Vieira Lima Filho, diretor legislativo da Câmara.

Definido como criminoso em série pelo Ministério Público Federal, o pecuarista Geddel foi acusado de crimes financeiros, que teriam sido praticados quando era vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal. Nesta terça-feira (05/09) a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões em um apartamento do político em Salvador.

O programa Fantástico, da Globo, visitou em julho as fazendas do ministro. Segundo a reportagem, as terras valem hoje cerca de R$ 67 milhões, 84 vezes mais que o valor declarado à Justiça Eleitoral. Na matemática do político, cada hectare custa R$ 89.

Confira as fazendas declaradas por Geddel:

You may also read!

IV Tribunal Tiradentes, em SP, julga Congresso Nacional no dia 25; questão agrária será um dos grandes temas

Escritor Fernando Morais será o acusador; Chico Whitaker, o defensor; Antônio Carlos Malheiros, o juiz; coordenador do De Olho

Read More...

Comandante do Exército repete fala dos ruralistas sobre Amazônia

Assim como deputados da Frente Agropecuária, ele diz que "ONGs internacionais" usam ambientalismo e indigenismo para neutralizar a exploração

Read More...

Filme mostra degradação ambiental causada pela monocultura do eucalipto na BA e no ES

"Desertos Verdes" dá voz a indígenas, camponeses e quilombolas; eles são expulsos, ameaçados e veem aviões das grandes empresas

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu