Luciano Huck celebra agronegócio no Twitter e ganha afago da bancada ruralista

In De Olho na Política, De Olho no Agronegócio, Em destaque, Principal, Últimas

Cotado como um dos presidenciáveis para 2022, apresentador não fez referência a camponeses ou trabalhadores rurais; presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária agradeceu em seis minutos à publicação 

Por Alceu Luís Castilho

Luciano Huck está em campanha. Na tarde desta quinta-feira (30), decidiu tecer elogios ao agronegócio. Em uma sequência de quatro posts no Twitter, apontou um “show de produtividade do setor”, em meio à pandemia do novo coronavírus e até se aventurou — bem diferente das suas manifestações habituais — a divulgar alguns números sobre toneladas de grãos e exportação de milho.

Seis minutos depois, às 15h33, o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), respondia ao apresentador: “Eu e @fpagropecuaria agradecemos o reconhecimento em nome de todos os produtores rurais do Brasil. O setor é a maior força econômica do país e deve ser cada vez mais valorizada. Seguimos trabalhando fortemente pelos direitos dos agricultores”.

Confira a sequência de posts de Huck:

Em um dos posts, aquele que não aparece na imagem acima, ele cita a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em singular desenvoltura com os números: “A Conab confirmou q o país colherá a maior safra de sua história: 251,8 milhões de tons de grãos. As exportações agrícolas em março de 2020 cresceram 13,3% comparadas com 2019. O Brasil ultrapassará os EUA na produção de soja. No milho, serão superadas as 100 milhões de toneladas”.

O único nome que ele menciona é o do sojeiro Blairo Maggi, ministro da Agricultura durante o governo Temer. A menção à China como parceiro comercial traz embutida uma crítica ao governo Bolsonaro, já que o ministro Abraham Weintraub — para não falar do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente — andou fazendo críticas ao país asiático. “Se não fosse a presença da China, a agricultura do Brasil não seria do tamanho que é”, afirma Huck.

You may also read!

Bloqueios sanitários de indígenas são desafiados e explicitam conflitos históricos

Medidas de isolamento voluntário adotadas em 17 estados para evitar a Covid-19 põem em xeque o acesso de forasteiros

Read More...

Bloqueios do povos Tremembé e Pataxó tentam impedir avanço de turistas no litoral nordestino

No litoral cearense, um empreendimento espanhol já embargado pela Justiça ainda gera conflitos, agora em plena pandemia; na Bahia,

Read More...

Pandemia entre indígenas já atinge os nove estados da Amazônia Legal

Após casos no Acre, somente Maranhão e Tocantins ainda não têm mortes por Covid-19 entre os povos originários; dados

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.