Categoria: De Olho na Política

Desmatamento, disputa por terras, desapropriação ilegal: o que está por trás dos latifúndios dos Dallagnol na Amazônia?

De Olho nos Ruralistas revela outra face do clã paranaense conhecido pela atuação de Deltan Dallagnol; pai, tios e

Incra diz que desapropriação de R$ 41 milhões no MT que beneficiou pai, tios e primos de Deltan Dallagnol foi ilegal

Presidente do órgão, general João Carlos de Jesus Corrêa investiga indenizações, diante dos "indícios de irregularidades" praticadas por servidores;

Família Dallagnol obteve 400 mil hectares de terras no Mato Grosso durante a ditadura

Pesquisa da Unicamp aponta família como principal latifundiária na região onde fica hoje Nova Bandeirantes, na década de 70;

Três tios de Deltan Dallagnol figuram entre desmatadores da Amazônia

Envolvida em disputa de terras, família do procurador da Lava Jato responde também por crimes ambientais na região de Nova

Tio de Deltan, Xavier Dallagnol foi flagrado em grampo sobre compra de sentenças

Irmão do procurador de Justiça Agenor Dallagnol, ele defende acusados de fraudes e grilagem no Mato Grosso e é

Conhecido como Tenente, tio de Deltan Dallagnol foi acusado de invadir terras ao lado de “Pedro Doido”

Leonar, um dos irmãos de Agenor Dallagnol, se apresenta como pecuarista, mas os camponeses de Nova Bandeirantes só o

Em 2016, prima de Dallagnol ficou em décimo lugar entre maiores beneficiados por recursos agrários no país

Uma das latifundiárias da família no Mato Grosso, Ninagin Dallagnol é casada com juiz suspeito de favorecer candidato em Lucas

Indenização milionária para os Dallagnol no MT foi liberada quando diretor de Obtenção de Terras do Incra era do estado

Caso está sob investigação do próprio órgão, na gestão atual do general João Carlos de Jesus Corrêa; Luiz Antônio

Frente Parlamentar da Agropecuária compôs 52% dos votos da reforma da Previdência

Bancada ruralista deu 199 dos 379 votos pela aprovação em primeiro turno da PEC 6/2019; com apoio de Bolsonaro,

Autor de projeto que expande a posse de armas no campo tem terras em áreas de conflito na Amazônia

Proposta foi aprovada no dia 26 de junho na CCJ; senador Marcos Rogério (DEM-RO) tem 98,65 hectares no Vale