Categoria: De Olho no Agronegócio

Trabalho escravo: entre 48 novos membros da “lista suja”, 33 são fazendeiros

Ministério da Economia divulga relação de quem explorou mão de obra ilegalmente nos últimos anos; ex-prefeito de Itarema (CE)

Governo concede em março mais 35 registros de agrotóxicos; já são 121 produtos liberados no ano

Com média de um agrotóxico liberado por dia, governo Bolsonaro permitiu a comercialização de 28 produtos "extremamente tóxicos"; novidade

Conheça as empresas que pediram os novos pesticidas ‘extremamente tóxicos’

Contaminação de funcionários, irregularidades na produção e doações para bancada ruralista compõem histórico das multinacionais do mercado de agrotóxicos;

Um dos agrotóxicos liberados em janeiro pelo governo Bolsonaro chama-se Topatudo

Empresa gaúcha que pediu o registro do pesticida, uma variação do cancerígeno glifosato, tem conexões familiares com gigantes da

Aliado de produtores de banana no Vale do Ribeira, Bolsonaro faz lobby contra importação da fruta

Pressão do presidente atende interesses familiares; reportagem publicada em outubro pelo observatório mostra que presidente é ligado a um dos

Estudo mostra que há mais pobreza do que riqueza nos municípios do Matopiba

Dados apresentados em pesquisa da UFABC provam que os lucros do agronegócio em estados da região são concentrados e

Território do tamanho da Holanda: Vale explora 4 milhões de hectares no Brasil

Área não inclui 132 mil hectares de subsidiária no Pará, em região com assassinato de quilombolas, nem 1,3 milhão

Bradesco, Mitsui, BNDES, fundos de pensão: saiba quem são os donos da Vale

Bradespar, Litel Participações (Previ, Petros, Funcef), BNDESpar e a japonesa Mitsui controlam 38% das ações; outros 48% estão com

João de Deus desmata Cerrado em fazenda na Floresta Estadual do Araguaia

De Olho nos Ruralistas descobriu onde ficam duas propriedades rurais do médium, em Anápolis e São Miguel do Araguaia,

Ricardo Salles beneficiou Suzano em São Paulo; futuro ministro é acusado de fraude ambiental

Dona de 1,17 milhão de hectares e protagonista de conflitos agrários, gigante da celulose foi favorecida em mudanças de