Transporte de grãos no Norte prejudica ribeirinhos; jornal preocupa-se com empresas

In De Olho na Imprensa, De Olho no Agronegócio, Em destaque, Empresas brasileiras, Principal, Últimas

Valor fala de expansão do escoamento do agronegócio pelos rios da região; comunidades ribeirinhas questionam na Justiça barcaças da Bunge e do grupo Amaggi, alegando contaminação da água e incômodo causado pelo cheiro de soja podre

Abre da página de Agronegócios do Valor Econômico nesta quinta-feira (08/09): “Escoamento de grãos pelo Norte terá forte expansão em 2016/17“. Sobre o início de operações portuárias em Barcarena (PA) pela empresa Hidrovias do Brasil e por uma joint venture entre ADM e Glencore.

Os efeitos das barcaças na população ribeirinha compõem os dois últimos parágrafos de um segundo texto, sobre “incidentes em Barcarena”: os problemas logísticos enfrentados pelas empresas Bunge/Amaggi e Hidrovias do Brasil.

A multinacional estadunidense Bunge e a Amaggi – a empresa do ministro da Agricultura, Blairo Maggi – operam juntas as operações no corredor fluvial Mirirituba-Barcarena. Elas teriam subestimado as características do Rio Pará. E, em 2015, as barcaças foram danificadas, diante da agitação da água – similar à do oceano. Aí passaram a direcionar os comboios para um braço do rio chamado Furo do Arrozal.

Um advogado que representa as comunidades de Fazendinha e Jesus de Nazaré entrou na Justiça contra as barcaças, informa o jornal, “alegando que prejudicam a atividade pesqueira dos ribeirinhos e contaminam a água”. Diz o Valor: “A argumentação se baseia no incômodo gerado à população pelo cheiro de soja apodrecida à época do incidente da Bunge/Amaggi”.

You may also read!

Imobiliária de Ricardo Nunes mostra conexão empresarial com parceiros da zona sul

Dono da Topsul Empreendimentos, prefeito e amigos maçons montaram empresa em nome de parentes; todos tinham conexão com Associação

Read More...

Green Village: o condomínio em Interlagos onde Ricardo Nunes e amigos fazem seu “banco imobiliário”

Maçons e empresários do ramo de imóveis, grupo do prefeito tem apartamentos no local e tentáculos na prefeitura, em

Read More...

Abraji define nota da prefeitura de São Paulo como “intimidação” ao De Olho nos Ruralistas

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo manifestou apoio ao observatório após Ricardo Nunes associar cobertura a crime de "perseguição"; reportagem

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu