IBGE: rebanho bovino cresce mais na Amazônia

In De Olho no Agronegócio, Principal, Últimas

Recorde brasileiro na pecuária, com 215 milhões de cabeças, teve na região Norte o maior índice de crescimento, com 3%; preço de terras e “incentivos governamentais” estão entre os motivos

O Brasil chegou no ano passado a 215,2 milhões de cabeças de gado bovino. Mais que uma por habitante. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E onde esse rebanho se reproduz mais? Nos estados do Norte.

A Pesquisa da Pecuária Municipal mostra que o crescimento nessa região foi de 2,9%. No Nordeste, por exemplo, houve diminuição de 0,9%. A média brasileira foi de 1,3%. O crescimento é o maior desde 2011.

O texto da Agência Brasil informa que o deslocamento da produção bovina para o Norte é explicado pelo IBGE, em parte, “por meio dos baixos preços das terras, disponibilidade hídrica, clima favorável, incentivos governamentais e abertura de grandes plantas frigoríficas”.

You may also read!

Expulsão de camponeses por Arthur Lira engorda lista da violência no campo em 2023

Fazendeiros e Estado foram os maiores responsáveis por conflitos do campo no ano passado; despejo em Quipapá (PE) compõe

Read More...

Estudo identifica pelo menos três mortes ao ano provocadas por agrotóxicos em Goiás

Pesquisadores da Universidade de Rio Verde identificaram 2.938 casos de intoxicação entre 2012 e 2022, que causaram câncer e

Read More...

Quem é César Lira, o primo de Arthur demitido do Incra

Exonerado da superintendência do Incra em Alagoas, primo do presidente da Câmara privilegiou ações em Maragogi, onde planeja disputar

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu