Quanto vale a vida de um trabalhador?

In De Olho no Agronegócio, Relações de trabalho

Uma usina localizada em Barra do Bugres (MT) foi condenada pela Justiça do Trabalho por causa de dois acidentes fatais. As mortes ocorreram em novembro de 2013 e junho de 2014. A primeira aconteceu após o trabalhador receber uma descarga elétrica enquanto mexia com a bomba hidráulica.

Vejamos a descrição do outro caso:

“A segunda morte ocorreu quando o trabalhador retirava o acúmulo do bagaço da cana do equipamento que, por estar sem travamento elétrico, ligou com o trabalhador dentro dela. Ele foi sugado e passou entre os martelos da máquina, caindo morto na esteira de bagaço. O trabalhador sofreu politraumatismo por esmagamento”.

Para saber mais, leia: http://bit.ly/2cX2XMa

You may also read!

Mortes, escravidão e abuso sexual: o legado das missões comandadas pelo pai de antropólogo preso pelo Ibama

Edward Luz foi preso em flagrante ao invadir terra indígena; seu pai homônimo expôs durante entrevistas à imprensa, uma

Read More...

Ambev diz que vai “fazer chover” fora da cidade para não molhar foliões em SP

Empresa contratou para o carnaval a ModClima, que prestou sem concorrência serviços para a Sabesp, entre 2007 e 2016;

Read More...

Multas do Ibama para assassinos de Dorothy Stang prescreveram ou ainda não foram pagas

Regivaldo Pereira Galvão, o Taradão, e Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, receberam autuações milionárias por desmatamento em 2004,

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.