Líder de Vem Pra Rua sai da Cosan para investir em ativos florestais pela Universidade de Harvard

In De Olho no Agronegócio, Empresas brasileiras, Empresas estrangeiras, Principal, Últimas

Executivo-chefe da Radar, gestora de propriedades rurais do grupo usineiro, Colin Butterfield comandará nos EUA fundo ligado a commodities; setor usineiro era crítico de Dilma Rousseff

Por Alceu Luís Castilho

A coluna de Sonia Racy, no Estadão, conta nesta quinta-feira (22/09) que o diretor-presidente da Radar, Colin Butterfield, era o falso repórter Nilo Campos, do movimento Vem Pra Rua. Uma figura carimbada das manifestações pela queda de Dilma Rousseff. A Radar pertence ao grupo Cosan, o mais poderoso do setor usineiro no país, hoje com tentáculos em vários setores da economia. Os usineiros, por sua vez, estiveram entre os principais críticos da gestão da ex-presidente.

Butterfield já presidiu a Cosan Alimentos. E em outubro estará de trabalho novo. Em agosto ele foi nomeado pela Universidade de Harvard chefe de um fundo de US$ 3,6 bilhões para investimentos em um portfolio de “recursos naturais” em países em desenvolvimento. Entre eles o Brasil. Mais precisamente, no setor que o agronegócio chama de florestal – de exploração de madeira. Em inglês, “timberland” = ativos florestais.

“O portfólio inclui ativos florestais no Brasil e em outros países em desenvolvimento, de acordo com relatórios da universidade”, informa a Bloomberg. “O portfólio de recursos naturais e commodities rendeu 3,5% ao ano em junho de 2015”. A entrada de Harvard nesse mercado ocorre em um contexto de acenos – do Congresso e do governo – para a venda de terras para estrangeiros. O ministro da  Fazenda, Henrique Meirelles, declarou-se ontem a favor dessa liberação.

A Radar é uma joint venture entre a Cosan e o TIAA, um fundo de pensão ligado a pesquisadores O TIAA é uma das 100 maiores corporações financeiras estadunidenses, movimentando ativos da ordem de US$ 899 bilhões. Segundo a Cosan, a Radar administra hoje 270 mil hectares em nove estados do país (SP, GO, PI, MT, MS, MA, MG, TO e BA). São mais de 555 propriedades agrícolas, voltadas principalmente para cana-de-açúcar e grãos (soja, algodão, milho).

Manifestação do Vem Pra Rua em São Paulo
Manifestação do Vem Pra Rua em São Paulo

DO ESCRITÓRIO À RUA

Butterfield aparecia nos atos pelo impeachment de peruca colorida, como Nilo Campos (Nilo C é o contrário de Colin). “Sou executivo de uma grande empresa e achei melhor não aparecer”, disse ao Estadão. Era chamado pelo amigo Rogério Chequer para entrevistar manifestantes. Os dois lançaram livro na terça-feira, em São Paulo, sobre o Vem pra Rua, definido por eles como o “movimento popular que mobilizou o Brasil”.  Com direito à presença de Miguel Reale Júnior e Hélio Bicudo, ambos protagonistas da queda de Dilma, e do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP).

You may also read!

Temer cumpre acordo com a FPA e prorroga prazo de adesão ao Refis do Funrural

Transformada em lei, medida provisória adia o prazo de adesão no Programa de Regularização Tributária Rural para 31 de

Read More...

Justiça suspende processo de demarcação no Paraná um dia após atentado contra indígena

Decisão de desembargador paralisa por 90 dias a demarcação de terras Avá-Guarani, em Terra Roxa e Guaíra, palco de

Read More...

Observatório lança, em Dourados, site De Olho no Mato Grosso do Sul

Projeto traz mapa com propriedades de terras por políticos, município a município; De Olho nos Ruralistas faz um raio

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu