Observatório lança publicação sobre controle de terras por estrangeiros no Brasil

In De Olho no Agronegócio, Em destaque, Empresas estrangeiras, Principal, Últimas

De Olho nos Ruralistas lança nesta quinta-feira documento sobre macrotendências da compra de propriedades rurais e do chamado land grabbing; evento terá debate com pesquisadores

De Olho nos Ruralistas lança nesta quinta-feira (26/10), em São Paulo, uma publicação sobre land grabbing e temas relacionados: “O Controle de Terras por Estrangeiros no Brasil”. O evento terá a participação de dois pesquisadores especializados no tema: Lorena Izá Pereira, doutoranda em Geografia na Universidade Estadual Paulista (Unesp), e José Gilberto de Souza, professor de Geografia na Unesp de Rio Claro e presidente nacional da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB).

A Bünge tem terras em 11 estados. (Foto: Divulgação)

A participação dos acadêmicos é importante por causa do próprio método utilizado no estudo. Foram ouvidos dez especialistas, que responderam a perguntas que o observatório considerou centrais para uma visão geral do leitor sobre o tema. Entre elas: de que países vêm os investimentos e aquisições? Em que Unidades da Federação e em que regiões ocorre maior concentração? Como os pesquisadores veem o debate no Congresso sobre compra de terras por estrangeiros? Que mecanismos são usados para driblar a atual legislação?

A publicação tem o apoio da Fundação Friedrich Ebert, que apresentará o evento junto com o coordenador do De Olho nos Ruralistas, jornalista Alceu Luís Castilho. Outro pesquisador do observatório, Bruno Stankevicius Bassi, fará a apresentação do estudo (que será distribuído a cada um dos presentes), antes das intervenções de Lorena e Souza e das perguntas do público. O debate será às 19 horas, na Rua Conselheiro Ramalho, 945, no Bexiga. O evento é gratuito e não é necessário fazer inscrição. Haverá transmissão ao vivo.

Trabalhadores da soja na chinesa Fiagril, em Lucas do Rio Verde, MT (Foto: John Stanmeyer/farmlandgrab.org)


You may also read!

Matopiba concentra mais da metade das queimadas no Cerrado

Uma das principais fronteiras do agronegócio no Brasil, região também lidera casos no acumulado de 2019, com aumento de

Read More...

Povos tradicionais e extrativistas traçam estratégias de resistência em defesa do Cerrado

Em sua 9ª edição, o Encontro e Feira dos Povos do Cerrado reuniu indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco e

Read More...

De Olho na História (I) — Margarida Maria Alves: “Da luta não fujo”

A camponesa de Alagoa Grande (PB) foi assassinada a mando de latifundiários em 1983; os criminosos não foram condenados,

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.