Empresário que atirou ao receber PF em Manaus recebeu ministro alemão em fazenda

In De Olho no Agronegócio, Em destaque, Principal, Últimas

Nilton Lins Júnior é pai das gêmeas acusadas de furar fila das vacinas; ele mesmo recebeu Gerd Müller na propriedade da família, em tour que incluiu encontro com Ricardo Salles; elas são sócias do Rancho Ferradurinha, que teve incentivos dos governos estadual e federal 

Por Alceu Luís CastilhoLeonardo Fuhrmann 

Ao ser preso por agentes da Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (02), em Manaus, Nilton Lins Júnior recebeu os policiais com tiros, durante a Operação Sangria, que investiga desvio de verbas para o combate à pandemia no Amazonas. O empresário é pai das gêmeas Gabrielle e Isabelle Kirk Maddy Lins, de 25 anos, acusadas de furar a fila da vacina na cidade, em janeiro.

Leilão Nilton Lins, em 2020, em parceria com universidade homônima. (Imagem: Reprodução)

É em nome das duas médicas que estão duas propriedades rurais que conseguiram benefícios estaduais e federais para seus negócios no estado. Elas são sócias do Rancho Ing Ferradurinha Agroindustrial, com sede em Manacapuru, na região metropolitana de Manaus, e filial em Minas Gerais. A fazenda já foi visitada — e elogiada — pelo ministro alemão da Cooperação e Desenvolvimento, Gerd Müller, que foi recebido pelo próprio empresário.

A história apurada pelo De Olho nos Ruralistas é um dos exemplos das relações do empresário Nilton Lins e de sua família com o poder público. Em 2018, a empresa agropecuária conseguiu um empréstimo subsidiado do Banco da Amazônia (Basa) com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). A informação consta em um ofício do Ministério da Economia de 17 de março de 2020, em resposta a uma solicitação de informações feita no mês anterior pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), hoje presidente da CPI da Covid.

As irmãs conseguiram ainda o incentivo estadual para negócios na mesma propriedade. O governo do Amazonas aprovou um incentivo fiscal de 100% para a instalação de uma fábrica de laticínios na fazenda. A proposta 144/2020, apresentada ao Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), prevê uma instalação industrial no local para a produção de manteiga, queijo, doce de leite e iogurte. Com investimento fixo de R$ 1,47 milhão e financeiro de R$ 235 mil, a fábrica deve gerar 25 empregos.

INVESTIGADOS, PREFEITO E GOVERNADOR DECRETARAM OS INCENTIVOS FISCAIS

Rancho Ing Agroindustrial tem unidades em Manacapuru (AM) e Uberaba (MG). (Foto: Divulgação)

O incentivo havia sido aprovado originalmente em 2017, por decreto do então governador interino David Almeida (Avante). Um decreto de 2019 do atual governador, Wilson Lima (PSC), alongou o prazo para o início da instalação da unidade industrial para 03 de outubro de 2020. Os benefícios valem até 05 de outubro de 2023. Em 2018, a fazenda foi palco do início da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Amazonas.

Segundo o site do Rancho Ing Ferradurinha, o negócio começou quando as gêmeas nasceram. E iniciou como um local para a criação de pôneis e depois cavalos para as meninas, que chegaram a vencer competições de equitação na infância. Hoje, além de pôneis e cavalos da raça BH (brasileiro de hipismo), vacas das raças Gir e Girolano e caprinos. Junto com a criação para produção, a empresa tem negócios em genética animal.

GERD MÜLLER, O MINISTRO: “UM DOS LUGARES MAIS LINDOS DO MUNDO”

O ministro Gerd Müller com o secretário do Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira. (Foto: Divulgação)

A empresa possui uma filial em Uberaba (MG). Na fazenda mineira estão registradas as atividades de produção de leite, produção de ovos e frutas e criação de frangos, bovinos, caprinos, suínos e equinos. “Um dos lugares mais lindos do mundo, um paraíso”, afirmou Gerd Müller, ministro alemão de Cooperação Econômica e Desenvolvimento, segundo o site do rancho. Müller ocupa o cargo desde 2013, no governo comandado pela chanceler Angela Merkel.

A agenda do ministro alemão, no dia 10 julho de 2019, incluiu a visita a “uma fazenda modelo” em Manaus, conforme o site da embaixada da Alemanha informou, dois dias antes. A fazenda dos Lins fica, a rigor, em Manacapuru, na região metropolitana da capital. Ali Müller se informou sobre “medidas de agricultura sustentável” e se reuniu com “representantes dos povos tradicionais indígenas”.

A imprensa local não noticiou a visita ao rancho da família Lins. O site do governo do Amazonas, sim:

— A comitiva da Alemanha, assim como os representantes do Sistema Sepror, conheceram [sic] as instalações do Rancho Ferradurinha, localizado no Km 64 da rodovia estadual AM-070 (Manaus-Manacapuru), que promove o desenvolvimento da pecuária de leite na região Norte. “Temos o objetivo de, com uso da mais moderna tecnologia, promover o desenvolvimento da pecuária de leite na região Norte, com o menor impacto ambiental possível”, afirmou o pecuarista Nilton Lins Júnior.

Site do Rancho ING, da família Lins, cita visita do ministro alemão. (Imagem: Reprodução)

Um dia antes dessa visita, no dia 09 de julho, Müller esteve em Brasília com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para discutir temas “como proteção ambiental, biodiversidade e agricultura sustentável”.

Um dos temas centrais era o Fundo Amazônia, que tem como principais financiadores a Noruega e a Alemanha. O ministro alemão já foi acusado de plagiar sua tese de doutorado — uma acusação recorrente entre membros do governo Bolsonaro.

A agenda de Müller no Amazonas em 2019, segundo o jornal A Crítica, começou em Brasília, com o governador Wilson Lima e e encontros com Salles e o presidente Jair Bolsonaro. No dia 11 de julho ele visitou a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Negro e conheceu projetos apoiados pela Alemanha, em Iranduba (AM).

FILHAS FORAM NOMEADAS PELA PREFEITURA DIAS ANTES DE VACINA

Wilson Lima e o atual prefeito de Manaus, David Almeida, assinaram os decretos que beneficiam Nilton Lins e aparecem em outros casos relacionados à família do empresário manauara.

Gabrielle e Isabelle foram nomeadas dias antes da vacina. (Imagem: Reprodução)

Lins, o governador e seu secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, são alvos da investigação sobre irregularidades na aplicação de recursos da saúde para o combate à Covid-19. Lima foi alvo de buscas e Campêlo teve sua prisão decretada por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

David Almeida foi responsável pela nomeação de Gabrielle e Isabelle para cargos comissionados na Secretaria Municipal de Saúde. Ambas são formadas em Medicina. No dia seguinte à nomeação, as duas foram vacinadas contra o coronavírus. Elas deixaram o cargo pouco depois. O prefeito e a secretária Shadia Fraxe são investigados pela Justiça por conta de denúncias de favorecimento a aliados na distribuição de vacinas.

Além do complexo hospitalar e das propriedades rurais, a família do empresário é proprietária da Fundação Nilton Lins, mantenedora da universidade de mesmo nome, com sede em Manaus. Ela é um dos polos de divulgação da cultura do agronegócio no Amazonas.

Nilson Lins Júnior admitiu ter recebido agentes da polícia federal com tiros, durante a prisão, ontem, em Manaus. Ele disse ter pensado que era um assalto.

Leonardo Fuhrmann é repórter do De Olho nos Ruralistas. |

|| Alceu Luís Castilho é diretor de redação do observatório. ||

Imagem principal (Reprodução/Brasil 247): empresário Nilton Lins é pai das gêmeas acusadas de furar fila

You may also read!

Cresce a violência contra 5 mil famílias na Zona da Mata de Pernambuco

Posseiros de engenho desativado vivem terror, vendo plantações destruídas; seguranças da Mata Sul S/A xingam mulheres, soltam cães e

Read More...

Autor de PL que ameaça Código Florestal roda país em “carreta do agro” por Bolsonaro

Locutor da rede "A Voz do Campo", Marcelo Brum (PSL-RS) é sócio de fazendeiro condenado por tentativa de homicídio

Read More...

Garimpeiros ameaçam líderes Munduruku a caminho de Brasília: “Vamos tocar fogo no ônibus”

Veículo que levava líderes da etnia teve pneu furado e quase foi incendiado com o motorista dentro, no sudoeste

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.