Tag: #DeOlhoNoCerrado

Carlesse (DEM-TO) é único governador com mandato na lista de multados por desmatamento do Ibama

Autuação por destruição da flora data de 2005 e chegou a motivar condenação em primeira instância por crime ambiental,

Maria do Socorro, quebradeira de coco: “Quando a palmeira é derrubada, é como se morresse uma mãe de família”

Em entrevista ao De Olho nos Ruralistas, a presidente da Rede Cerrado fala sobre sua relação com o babaçu,

Expoentes do agronegócio são a face menos falada do esquema de venda de sentenças na Bahia

Migrantes paranaenses da época da ditadura estão entre beneficiários da ambiciosa grilagem de 366 mil hectares, desbaratada em novembro

Projeto de lei em Goiás antecipa ‘licenciamento flex’ e retira proteção de campos essenciais ao Cerrado

Emenda aprovada pelos deputados goianos revoga lei que equiparava campos de murundus à categoria de Áreas de Preservação Permanente

Matopiba concentra mais da metade das queimadas no Cerrado

Uma das principais fronteiras do agronegócio no Brasil, região também lidera casos no acumulado de 2019, com aumento de

Povos tradicionais e extrativistas traçam estratégias de resistência em defesa do Cerrado

Em sua 9ª edição, o Encontro e Feira dos Povos do Cerrado reuniu indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco e

Com frutos do Cerrado, camponeses de Bonito (MS) resistem aos agrotóxicos

Aliado a práticas agroecológicas, extrativismo da bocaiuva, do bacuri e da guavira garante renda para famílias camponesas na Serra

Em nota, kalungas, Central do Cerrado e Fundação Banco do Brasil contestam afirmações de Alex Atala

Parceiros no projeto Baunilha do Cerrado refutam argumentos apresentados pelo chef após revelação, pelo De Olho nos Ruralistas, de

Comunidades kalungas vizinhas a Vão de Almas recusaram projeto de Alex Atala para baunilha do Cerrado

Grupo se sente à parte das decisões tomadas e não vê vantagem na exploração da baunilha; para os quilombolas,

Respostas do Instituto ATÁ sobre registro da marca “Baunilha do Cerrado”

De Olho nos Ruralistas enviou, em duas oportunidades, uma lista de perguntas ao Instituto ATÁ, do chef paulistano Alex