Tag: #DeOlhoNoCerrado

Autorizações para desmatamento na Bahia incluem gigante da celulose e fazendeiro parricida

Empresas beneficiadas durante a pandemia pelo governo Rui Costa estão envolvidas em conflitos com indígenas, como a Veracel, e

Quilombo mais desmatado em 2019 disputa território com políticos do PSL e do PR

Moradores do Barra da Aroeira, em Lagoa do Tocantins (TO), veem nascentes secarem e o Cerrado desaparecer, enquanto sofrem

Destruição do Cerrado em 2019 foi mais rápida que na Amazônia e avançou sobre áreas protegidas

Segundo relatório do MapBiomas, desmatamento no bioma foi de 410 mil hectares, um terço da área devastada no país

Empresa do grupo Brookfield coloca geraizeiros em risco de contágio por Covid-19

Gestora canadense possui US$ 26 bilhões em ativos e 269 mil hectares no território brasileiro; comunidades no norte de

Carlesse (DEM-TO) é único governador com mandato na lista de multados por desmatamento do Ibama

Autuação por destruição da flora data de 2005 e chegou a motivar condenação em primeira instância por crime ambiental,

Maria do Socorro, quebradeira de coco: “Quando a palmeira é derrubada, é como se morresse uma mãe de família”

Em entrevista ao De Olho nos Ruralistas, a presidente da Rede Cerrado fala sobre sua relação com o babaçu,

Expoentes do agronegócio são a face menos falada do esquema de venda de sentenças na Bahia

Migrantes paranaenses da época da ditadura estão entre beneficiários da ambiciosa grilagem de 366 mil hectares, desbaratada em novembro

Projeto de lei em Goiás antecipa ‘licenciamento flex’ e retira proteção de campos essenciais ao Cerrado

Emenda aprovada pelos deputados goianos revoga lei que equiparava campos de murundus à categoria de Áreas de Preservação Permanente

Matopiba concentra mais da metade das queimadas no Cerrado

Uma das principais fronteiras do agronegócio no Brasil, região também lidera casos no acumulado de 2019, com aumento de

Povos tradicionais e extrativistas traçam estratégias de resistência em defesa do Cerrado

Em sua 9ª edição, o Encontro e Feira dos Povos do Cerrado reuniu indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco e