Tag: #DeOlhoNaResistência

Movimentos sociais da América Latina denunciam ataques aos trabalhadores em meio à pandemia

Chamada aos Povos Originários, Afrodescendentes e Organizações Populares da América Latina aponta também exclusão dos povos indígenas e quilombolas,

Maria do Socorro, quebradeira de coco: “Quando a palmeira é derrubada, é como se morresse uma mãe de família”

Em entrevista ao De Olho nos Ruralistas, a presidente da Rede Cerrado fala sobre sua relação com o babaçu,

Mulheres da Terra Indígena Araribá, em São Paulo, se unem para fortalecer a defesa do território

Representantes de quatro aldeias se reúnem desde 2017 e discutem maneiras de revitalizar a cultura para garantir o direito

Onde era monocultura de cacau, os Tupinambá de Olivença plantam produtos orgânicos

Em pouco mais de quinze anos de luta, os indígenas da Serra do Padeiro resgataram área ocupada por mais

Filme mostra resistência do povo Munduruku no médio Tapajós, no Pará

Coproduzido por coletivo liderado por mulheres, "Amazônia Sociedade Anônima" acompanha o processo de autodemarcação da etnia; exibido na 43ª Mostra

Povos tradicionais e extrativistas traçam estratégias de resistência em defesa do Cerrado

Em sua 9ª edição, o Encontro e Feira dos Povos do Cerrado reuniu indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco e

De Olho na História (I) — Margarida Maria Alves: “Da luta não fujo”

A camponesa de Alagoa Grande (PB) foi assassinada a mando de latifundiários em 1983; os criminosos não foram condenados,

Marcha das Margaridas deixa recado em meio à retirada de direitos: “Vamos renascer das cinzas”

Protesto contra retrocessos nas políticas públicas do governo Bolsonaro marcaram ato que reuniu recorde de cem mil pessoas em

“Efeito Bolsonaro” fez MST perder 15% de sua base em acampamentos

Dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Paulo Rodrigues analisa cem primeiros dias de governo; ele

Cem dias de retrocessos: povos do campo são alvo do governo Bolsonaro

Eclosão de conflitos agrários, paralisação da demarcação de terras e registro de 152 novos agrotóxicos estão entre as evidências